Corinthians v Cruzeiro, Prognóstico, Analise e Apostas - Copa do Brasil

Corinthians v Cruzeiro, Prognóstico, Analise e Apostas – Copa do Brasil

Ganhe Dinheiro com Futebol

Corinthians v Cruzeiro, prognóstico, analise completa e sugestões de apostas para este jogo da final da Copa do Brasil. Consulte a nossa previsão e tips gratuitas.

CORINTHIANS V CRUZEIRO • PREVISÃO • COPA DO BRASIL

Chegou a hora! O confronto mais esperado das últimas semanas. A decisão da Copa do Brasil. Este jogo de volta é o jogo decisivo e no final desta partida saberemos, com certeza, quem é o vencedor da Copa. Corinthians, ou Cruzeiro? Quem vai ganhar?

O Cruzeiro, de Mano Menezes, traz uma ligeira vantagem obtida no jogo de ida, em Belo Horizonte, após ter vencido o Corinthians por 1×0. Não é uma vantagem decisiva, mas é uma vantagem tranquilizadora. O Cruzeiro não se sente pressionado a entrar em campo e procurar o golo, a procurar a vitória. O Corinthians, sim! O Timão está obrigado a procurar o golo desde o primeiro minuto, a ir à procura da vitória, a recuperar a desvantagem com que entrarão em campo. Os corintianos estão obrigados a assumir o jogo e ir para cima dos cruzeirenses, a rematar mais, a criar mais oportunidades de golo, a concretizar mais. Vai ser necessário um jogo perfeito para se conseguirem superiorizar ao Cruzeiro. Vai ser necessário mais do que os três remates à baliza que conseguiram no Mineirão. Vai ser necessário “secar” o jogo cruzeirense, evitar que construam jogadas e que criem oportunidades de perigo.

Em resumo, a equipa que cometer menos erros, que se apresentar mais concentrada, mais focada no objectivo, sairá consagrada como vencedora da Copa do Brasil 2018.

FORMA E MOMENTUM • CORINTHIANS V CRUZEIRO • COPA DO BRASIL

Até que ponto estarão os dirigentes corintianos arrependidos de ter trocado de treinador? Osmar Loss por Jair Ventura. Agora que os números revelam que Loss conseguiu resultados superiores aos que Jair Ventura está a conseguir até agora. A conquista do troféu ajudaria a transformar a besta do treinador num treinador bestial, mas não apagaria as dificuldades com que Jair Ventura se tem deparado. Conquistar o troféu acalmaria a torcida, conquistando o seu respeito e apoio para o que resta da época, porém, muito trabalho continuará por fazer.

A Jair Ventura deve ser atribuído o mérito de organizar, excepcionalmente bem a defesa da equipa, promovendo uma entreajuda eficaz, em que os jogadores se apoiam no processo defensivo, momento em que os médios apoiam bastante o sector mais recuado. O grande desafio está sector ofensivo, onde a falta de golos tem sido flagrante e bastante comentada. São já, quatro jogos sem conseguir marcar um golo. Para além da preocupação que esta “seca” deve gerar ao simples adepto, Jair Ventura já assumiu, publicamente, que tal facto fez disparar os alarmes e que procura solucionar o problema de algum modo. Para já, o reflexo disso foi o encerramento dos portões do centro de treinos, mantendo a comunicação social do lado de fora, com o objectivo de surpreender o adversário. Poderemos especular se a confiança para ultrapassar este problema será depositada em Pedrinho, um suplente muito utilizado por Jair Ventura e que tem saltado do banco para “salvar o dia”. Tem a capacidade de criar desequilíbrios e concretizar as oportunidades que são criadas. Ou será que a opção passa por Jonathas? Não foi um exemplo de precisão frente ao Santos, mas mostrou raça e atitude, incomodando a defesa adversária, algo muito valorizado pelo treinador. Mas, ainda temos de contar com Emerson, que apesar das fracas exibições tem continuado a merecer a confiança do treinador.
Quem parece estar em dúvida no onze inicial são Mateus Vital e Clayson que não têm apresentado boas exibições. Por outro lado, Jadson e Romero parecem estar de pedra e cal. Assim, espero o seguinte onze inicial: Cássio, Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Douglas; Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson (ambos são dúvidas).

As raposas são matreiras e esta consegue ser muito matreira. Mano nunca escondeu o desejo de levar o Cruzeiro, à conquista da segunda Copa do Brasil consecutiva. É a glória do Cruzeiro e é a glória de Mano Menezes que está em jogo, já que foi sob a sua liderança que a Raposa venceu a Copa do Brasil 2017. Ao vencer em 2018, torna-se no maior protagonista desta conquista.

Ao Cruzeiro basta reagir às acções do Corinthians, basta controlar o ritmo do jogo, manter a bola no pé e evitar que os jogadores do Corinthians joguem. Consigo traz uma preciosa vantagem que lhe permite maior tranquilidade. A Raposa partilha as dificuldades de concretização do adversário e no último jogo, em São Januário, com o Vasco, estiveram em campo Rafael Sóbis, David, Fred, Sassá e Raniel e mesmo assim, a rede não balançou. Mano tem preparado o jogo com o Corinthians com alguma reserva, fazendo segredo dos seus planos. Arrascaeta foi eleito para começar o jogo no banco, ele que é um jogador decisivo e nuclear. É uma consequência do jogo da sua selecção, no Japão, que irá provocar algum desgaste – uma vez que a viagem de regresso ainda demora cerca de 20 horas. Sassá, já se sabe, está castigado pelos “punhetazos” que distribuiu ao Mayke e foi castigado em seis jogos, mas o Cruzeiro está a envidar todos os esforços para poder contar com o seu contributo neste jogo. Egídio não vai jogar, com certeza, devido a acumulação de amarelos e para o seu lugar, deverá entrar Marcelo Hermes (esse mesmo, o que passou pelo Benfica). Fred já recuperou da lesão no joelho e já jogou, frente ao Vasco, mas Mano Menezes deverá mantê-lo no banco, contando com a sua experiência em caso de necessidade. Barcos parte na linha frente para ocupar a vaga do ataque cruzeirense. Um empate é um resultado que serve muito bem as aspirações do Cruzeiro.

Mano já assumiu que após vitória da Copa do Brasil, o seu foco se centrará na recuperação classificativa do campeonato, veremos se, com ou sem motivação adicional.

FACTOS & SUGESTÕES • CORINTHIANS V CRUZEIRO

Esta final coloca frente-a-frente duas equipas que têm sentido dificuldades na concretização das oportunidades que criam. O Corinthians não consegue marcar um golo há quatro jogos consecutivos e em três destes, sofreu golos. O Cruzeiro não está tão mal, já que apenas não marcou com o Vasco, no último jogo, mas a sua média é muito baixa, sendo frequente marcar somente um golo. Mano deverá levar a jogo, Hernan Barcos, um avançado conhecido por atravessar um período magro de golos, mantendo no banco Arrascaeta, este sim, uma ameaça e Fred, que apesar da experiência ainda não apresenta os índices físicos ideias. Este jogo deverá seguir a matriz do jogo de ida e deverá terminar com poucos golos no placard, dado que o maior interessado em marcar é precisamente, o que mais dificuldades tem, em fazê-lo.

O Corinthians deverá reclamar para si a despesa do jogo, enquanto que o Cruzeiro se manterá expectante pelo que possa acontecer. O Timão é o principal interessado em vencer a partida e se conseguir, por dois golos de diferença. Esta necessidade, somada à dificuldade de o Cruzeiro conseguir vencer fora do seu recinto mostram-me uma boa oportunidade no Handicap Asiático.

ACESSO À LISTA DE PROGNÓSTICOS COM ANALISES GRATUITAS

Subscreva a lista de Prognósticos Escritos e vai receber todo o conteúdo escrito e disponibilizado no site na sua caixa de email em primeira mão (apenas vamos enviar prognósticos com analises detalhadas e 100% Gratuitas).

Todos os Dados Serão Enviados Para o Email indicado Acima

AS MINHAS APOSTAS SUGERIDAS PARA O CORINTHIANS V CRUZEIRO

Aposta Mais Segura: Under 2 Goals, registada a @1,657 na Pinnacle
Aposta Alternativa: Corinthians Handicap Asiático 0, registada a @1,79 na 1XBet


OFERTA: A casa de apostas 1XBET está a OFERECER 1 magnífico BÓNUS de BOAS-VINDAS no Valor de 100€ (500 R$) para todos os seus novos clientes! Aposta nos melhores jogos com 100€ (R$500) extra na tua conta!

>>> CLICA AQUI PARA RECEBER A OFERTA DE 100€ OU 500R$ <<<

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado

Deixe o seu comentário aqui, obrigado!