O Critério de Kelly nas Apostas Desportivas - Guia do Apostador

O Critério de Kelly nas Apostas Desportivas – Guia do Apostador

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Um novo artigo em que nos debruçamos sobre um desses nomes incontornáveis da indústria de apostas desportivas. Certamente, já todos ouvimos falar de Kelly, ou do “critério de Kelly”, “estratégia de Kelly”, “fórmula Kelly”, ou “aposta Kelly”.

A história do Critério de Kelly:

Devemos a utilização destas expressões a John Larry Kelly Jr., um cientista que trabalhou na Bell Labs. Por seu turno, a Bell Labs, deve o seu nome a Alexander Graham Bell, que foi o criador do telefone.

E o papel da Bell Labs é importante porque na década de 50, do século passado, a Bell Labs era um dos maiores centros de pesquisa do mundo e um local onde se encontravam alguns dos mais brilhantes cientistas.

É por esta altura que Kelly conhece, entre outros, Claude Shannon, criador da «teoria da informação» que está na base da internet como hoje a conhecemos. Mas internet à parte, Kelly compreendeu que esta «teoria da informação», desenvolvida por Shannon, poderia ser adaptada e decidiu desenvolver um sistema de apostas cujo objectivo seria optimizar o resultado final do apostador, a longo prazo.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Foi em 1956 que Kelly publicou, oficialmente, as suas ideias num artigo com o nome de «Teoria da Informação e Apostas». Este artigo foi, completamente, ignorado pela comunidade científica.

Em 1960, Edward Thorp, grande matemático à época, deparou-se com o artigo e uma vez que o MIT lhe concedia o acesso a um dos primeiros computadores construídos, decidiu desenvolveu um método capaz de vencer os casinos no Blackjack.

Depois de cálculos e mais cálculos, Thorp percebeu que poderia adquirir alguma vantagem no jogo desde que contasse as cartas. Mesmo assim e para o que se propunha Thorp, persistia uma falha, quanto deveria ser apostado dependendo da probabilidade de cada jogada. E a resposta estava, precisamente, no artigo que Kelly havia publicado anos antes.

Thorp testou e acabou por comprovar a sua teoria na prática, ganhando tantas vezes que acabou por ser obrigado a recorrer a disfarces para voltar a entrar em alguns casinos, cansados de perderem dinheiro.

A base do Sistema de Kelly:

O sistema de apostas de Kelly determina que uma aposta só deve ser feita caso exista uma vantagem, o que significa que a aposta só deve ser feita caso a combinação dos benefícios e probabilidades de vitória superem as perdas e a probabilidade de derrota.

Em suma, numa aposta onde existe uma vantagem, o sistema de Kelly garante o maior lucro possível e protege o apostador contra a possibilidade de acabar sem nada.

A mecânica do Sistema Kelly:

Numa simulação de 500 lançamentos de moeda ao ar, com a probabilidade de saída de cara igual a 55%, em que a aposta será em cara, comparou-se o Sistema de Kelly com o “Bet-It-All” (também conhecido com all-in), o “Fixed Wager” (stakes de 10% da banca em cada aposta) e “Martingale” (dobrar a aposta após cada perda) e concluiu-se que no “Bet-It-All” e no “Martingale” o apostador acaba, invariavelmente, na bancarrota.

No “Bet-It-All” o apostador ganha nos primeiros lançamentos, quadruplica a banca e no terceiro lançamento acaba por perder tudo.

No “Martingale” após uma bad run, o apostador acaba por perder a banca no 17º lançamento.

Com o “Fixed Wager” a banca cresce, aritmeticamente, e com menor variação, porque a stake não aumenta na mesma medida em que aumenta a banca.

Já no método de Kelly, a banca do apostador cresce, geometricamente, pois a utilização da banca é optimizada. Mas não se pense que é imediato porque este resultado demora a ser palpável e só depois de metade, dos 500 lançamentos, é que se nota a diferença face ao “Fixed Wager”.

Na simulação descrita a banca do apostador “Kelly” cresce 74 vezes, enquanto que o apostador “Fixed Wager” não chega a 10 vezes da banca original.

O que aqui se comprova, é que o Sistema de Kelly permite a um apostador multiplicar a sua banca até que a «Lei dos Grande números» funcione e permita maximizar o retorno do capital a longo prazo.

A fórmula criada por Kelly é:

% do patrimônio que deve ser apostado = W – [(1-W)/R]

Em que:

W = probabilidade de vitória;

R = Ganhos/Perdas e

R é calculado dividindo os valores esperados resultantes de vitória pelos valores esperados resultantes em caso de derrota.

Em jeito de conclusão:

O Critério de Kelly consiste numa fórmula que determina quanto da banca deve ser investida pelo apostador numa determinada aposta, dependendo das probabilidades de ganho ou perda.

A maioria destas probabilidades são uma estimativa, e nem sempre é fácil seguir na totalidade o que a fórmula de Kelly indica, mas pode ser uma ferramenta muito útil para gerir e investir uma banca.

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado

Deixe Aqui o Seu Comentário ou Opinião, Obrigado!

avatar
  Subscrever  
Notificação de