Processos de Validação e Confirmação de Identidade nas Apostas Desportivas (KYC)

Processos de Validação e Confirmação de Identidade nas Apostas Desportivas (KYC)

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Todos aqueles que estão nesta caminhada há mais tempo, reconhecerão que hoje em dia é mais difícil apostar (ou melhor, retirar valor das cotações oferecidas), devido ao facto das Bookies terem aprendido com o tempo.

Para além da dificuldade inerente a este hobby, trabalho, o que lhe quisermos chamar, temos de somar os obstáculos administrativos com que hoje em dia nos deparamos quando nos registamos numa qualquer casa de apostas.

Um deles e é sobre ele que nos vamos focar é o KYC: Know your customer. O KYC é um processo que permite às corporações verificar a identidade dos seus Clientes, proporcionando uma forma mais objectiva de avaliar o risco de fraude, ou qualquer outro esquema ilegal (i.e., branqueamento de capitais).

Desde sempre, para estarmos habilitados a apostar online é necessário ter uma conta criada e para tal, é necessário preencher o cadastro sugerido, inserindo dados pessoais e de identificação. Assim que este processo de registo termina, recebemos imediatamente um e-mail a pedir o envio de documentos pessoais. Esta documentação serve para comprovar que nós somos realmente nós e que vivemos onde dizemos viver, que temos a idade que afirmámos ter, mas como se diz na gíria, quem não deve não teme.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Antigamente e quando comecei, este processo não era tão rígido ou vincado e os documentos poderiam ser apresentados mais tarde e eram, sobretudo no momento em que o utilizador solicitava o resgate de alguns fundos.

Para além disso, este processo visa evitar a proliferação de contas clone ou contas falsas que mais tarde, obrigam a casa a bloquear diversas contas e a banir alguns utilizadores.

Quais os documentos que podem ser solicitados pelas casas de apostas?

Para conseguir cumprir os requisitos do processo de verificação, as casas pedem-nos o envio de cópia de documento de identificação pessoal:

  • Passaporte
  • Carta de condução
  • Bilhete de Identidade
  • Comprovativo de cidadania

A morada é outro aspecto a assumir um grande protagonismo e o comprovativo requerido pode ser:

  • Factura de um serviço público
  • Comprovativo de pagamento de impostos
  • Cópia de extracto bancário

Pode ainda ser solicitado um comprovativo de rendimentos que pode ser:
Cópia do cartão de crédito ou de débito;

  • Cópia do extracto do cartão de crédito ou de débito de um cartão registado na casa de apostas
  • Cópia de extracto bancário

Com o evoluir da tecnologia, passou ainda a estar disponível a autenticação de dois passos, que para além de exigir autenticação com nome de utilizador e palavra passe, pode solicitar a introdução de um código, obtido via mensagem de texto (token).

Estas são medidas de segurança que visam proteger o Cliente, mas também as casas de apostas, evitando qualquer processo de fraude, ou de branqueamento de capitais – crimes. Mas também para evitar contas clonadas, ou falseadas.

O Know your customer é um processo simples de executar e que tem impacto nulo nas nossas actividades, bastando simplesmente tirar uma foto via smartphone.

Ciclicamente, a casa de apostas pode promover o pedido de documentos actualizados para manter as informações da conta actualizadas e podem também, contactar os números de telefone registados, para questões de segurança e de confirmação.

Eis o KYC.

Para além de tudo isto, a sugestão que deixamos é a de evitar a criação de contas duplicadas porque mais cedo ou mais tarde vai ter problemas podendo acabar banido daquela casa de apostas, mas o mais grave é ser banido e ficar sem a banca que lá tinha. Este é um processo deveras simples e não vale a pena estar a tentar tirar alguma vantagem do sistema, porque lá mais à frente vai ser cobrado.

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado

Deixe Aqui o Seu Comentário ou Opinião, Obrigado!

avatar
  Subscrever  
Notificação de