Cruzeiro x Corinthians, Prognóstico, Analise e Apostas - Copa do Brasil

Cruzeiro x Corinthians, Prognóstico, Analise e Apostas – Copa do Brasil

Bonus de Boas Vindas

Cruzeiro x Corinthians, prognóstico, analise completa e sugestões de apostas para este jogo da final da Copa do Brasil. Consulte a nossa previsão e tips gratuitas.

CRUZEIRO X CORINTHIANS • PREVISÃO • COPA DO BRASIL

Aí está, a tão aguardada final da Copa do Brasil e que irá opor o Cruzeiro ao Corinthians. Para começar, já a polémica está instalada em torno do árbitro nomeado, o Sr. Anderson Daronco. Este senhor, Daronco, foi o árbitro que esteve no jogo entre River Plate e Independiente, a contar para a Libertadores e o motivo pelo qual está no centro do furacão tem de ver com o facto de, nesse jogo, não ter visto o remate de Pinola em Martin Benítez. Mas há que sublinhar que o VAR também não foi capaz de ver nenhuma irregularidade no lance – apesar de lhe ter acertado em cheio.

O confronto directo destes dois emblemas favorece, ligeiramente, a Raposa que venceu mais dois jogos do que o Timão e a história encarrega-se de nos revelar que, nas últimas épocas o Corinthians mantém esse ascendente ao ter vencido o Cruzeiro em cinco ocasiões em nove.

A Raposa prepara-se para discutir o hexa da Copa do Brasil, aliás, tem neste momento a obrigação de a vencer, para evitar o fracasso total de uma época em que o investimento até nem foi tão leve quanto isso. Mano sabe como fazê-lo, já o demonstrou quando levou a melhor sobre Felipão. Tem sabido gerir bem as soluções ao seu dispor para nos momentos decisivos contar com uma equipa que lhe dá garantias. Jair Ventura não é um nome consensual. Já vi torcedores do Timão desconfiarem da sua capacidade, ironizando com a sua capacidade de unir o balneário, mas o facto é que conseguiu colocar a equipa na decisão.

Sairá melhor nesta história, o treinador que conseguir colar os cacos do balneário, pois ambas as equipas chegam à partida da primeira mão em momentos, animicamente, perigosos.

Ganhe Dinheiro com Futebol
FORMA E MOMENTUM • CRUZEIRO X PALMEIRAS • COPA DO BRASIL

O Cruzeiro procurou manter uma linha aberta com a Associação Uruguaia de Futebol para conseguir libertar Giorgian De Arrascaeta dos compromissos internacionais, que a selecção Uruguaia irá disputar com Coreia do Sul e Japão a título particular, nos próximos dias 12 e 16 de Outubro, porém, Óscar Tabárez nunca se mostrou disponível em atender ao pedido da Raposa. O próprio jogador contactou o capitão da selecção, Diego Godín, no sentido de conseguir que este influenciasse a decisão tomada pelo seleccionador. A ausência de um jogador nuclear como De Arrascaeta levanta um problema a Mano Menezes, quem aparece mais bem colocado para o substituir? Rafinha, é um jogador veloz e apresenta como credenciais a capacidade de saber jogar sem bola e auxiliar a equipa na fase de recuperação. David, é mais lento do que Rafinha e não tem a mesma capacidade de recuperação, porém, finaliza mais e surge mais vezes em zonas de finalização. Rafael Sobis, ainda procura a sua melhor forma, mas se conseguir ganhar a vaga aos concorrentes garante a maior experiência e a capacidade de reter a bola e controlar o ritmo de jogo. Será que Mano ousará surpreender e riscar as possibilidades acima descritas, optando por avançar para a combinação Raniel e Barcos?

Ainda que este seja apenas o jogo de ida, a primeira mão, é certo que Mano procurará ganhar alguma vantagem sobre o adversário, mas sobretudo não ganhar uma desvantagem desnecessária, pois o segundo jogo terá lugar em São Paulo. Contudo e para conseguir tal vantagem, Mano deverá primeiro, ultrapassar alguns desafios que se colocam actualmente. Psicologicamente, os jogadores estão frágeis e a necessitar de muita atenção e de trabalho específico de recuperação se, quiserem ser bem-sucedidos. Sassá é uma ausência cujo impacto é comparável à de De Arrascaeta, porém, esta era garantida e sem solução, consequência das cenas de pugilato do jogo com o Palmeiras. Estes, somados aos que já focámos constituem obstáculos adicionais que certamente Mano dispensava.

Depois do jogo com o Palmeiras, o Cruzeiro parece ter entrado numa espiral recessiva cuja saída ainda não se consegue vislumbrar. Este jogo terminou com as tais cenas de pugilato, altamente censuráveis e que tiveram como consequência uma goleada no jogo seguinte, que os colocou de novo frente-a-frente ao Palmeiras, mas em São Paulo (3×1). Discuta-se a arbitragem e os lances mais críticos, mas a verdade é que saíram derrotados e numa derrota pesada. Impossível recuperar o ânimo quando o adversário seguinte também trazia contas para ajustar, os Argentinos do Boca Juniors, acabando por conseguir o apuramento à custa de um empate magro a um golo, ou seja, a vingança acabou por vir bater directamente nas suas caras.

Todos no Cruzeiro sabem e sentem que esta competição é prioritária. Não só é prioritária como essencial e única por garantir a vaga na libertadores de 2019. Não há outra forma de Mano o conseguir para os adeptos. É por isso que estes dois jogos serão decisivos.

O Corinthians não vai a Belo Horizonte num passeio. O Corinthians vai com todo o poder pois essa é a única forma de almejar a conquista do título. Na antevisão a esta partida, Jair Ventura assumiu que não será um jogo vistoso ou agradável de acompanhar, porque ambas as equipas vão jogar defensivamente, estudando-se mutuamente, avaliando-se, tentando compreender como reagir ao erro adversário e como explorá-lo da melhor forma tirando daí alguma vantagem. E já que de Jair Ventura estamos a falar, quando assumiu o controlo da equipa técnica, parecia ter trazido uma fórmula mágica de recuperação e regeneração do balneário. A solução que Osmar Loss procurava e não encontrou, contudo, os números mostram uma realidade que coloca Jair Ventura atrás de Osmar Loss no que a aproveitamento respeita. Há aqui uma atenuante que importa sublinhar, Jair Ventura iniciou o percurso com jogos de elevado grau de dificuldade enfrentando Palmeiras, Flamengo e Internacional. Ainda assim, acabou por conseguir colocar a equipa na final e na discussão pela Copa do Brasil.

O último jogo que Jair Ventura comandou foi a recepção ao Flamengo, que o Timão perdeu por 3×0. Uma derrota pesada, em casa, diante do seu público que pode ter consequências psicológicas, acabando por influenciar a primeira mão da final da Copa.

Fagner está de regresso e deverá ser apontado directamente ao onze, dada a falta que tem feito e que levou Gabriel a ser adaptado a lateral-direito, quando o seu terreno natural é o meio-campo, onde deverá actuar ao lado de Ralf. Esta solução, Gabriel/Ralf deverá garantir uma equipa com maior capacidade de retenção, que jogará muito mais fechada impedindo o assédio do Cruzeiro.

O Corinthians chega à final após ter abordado de modo competente a meia-final com o Flamengo. Conseguiu garantir importante empate no Rio de Janeiro, levando a decisão para os seus domínios onde, com o apoio dos seus adeptos, venceu o Fla por 2×1.

FACTOS & SUGESTÕES • CRUZEIRO X CORINTHIANS

Vou-me socorrer de números para justificar as minhas sugestões. Ao longo do acompanhamento que tenho feito do Cruzeiro tenho suportado frequentemente as opções com poucos golos e isso porque esta é uma equipa de poucos golos. Nos últimos dez jogos oficiais que disputou apenas dois superaram a marca dos 2,5 golos e três deles foram mesmo empates sem qualquer golo. A jogar em casa e considerando os últimos cinco jogos disputados, apenas um foi além de 2,5 golos. Mais, De Arrascaeta, o jogador mais importante na manobra ofensiva da equipa não vai poder jogar, o que vai limitar a capacidade ofensiva da Raposa que a jogar em casa se procurará impor ao adversário.

O Corinthians apresenta maior volatilidade uma vez que nos últimos dez jogos disputados metade ficaram acima de 2,5 golos. Mas se, colocarmos o Corinthians como visitante, então o caso muda de figura e aí, nas últimas cinco partidas disputadas, uma terminou acima de 2,5 golos.

O mesmo sucede no confronto directo em que, dos últimos cinco jogos disputados apenas um terminou acima de 2,5 golos.

Encaro como muito provável o empate ao intervalo, num jogo em que duas equipas não vão querer correr riscos desnecessários e onde irão despender diversos minutos estudando-se mutuamente, percebendo como explorar o meio-campo adversário, por onde furar com eficácia e fazer o golo.

ACESSO À LISTA DE PROGNÓSTICOS COM ANALISES GRATUITAS

Subscreva a lista de Prognósticos Escritos e vai receber todo o conteúdo escrito e disponibilizado no site na sua caixa de email em primeira mão (apenas vamos enviar prognósticos com analises detalhadas e 100% Gratuitas).

Todos os Dados Serão Enviados Para o Email indicado Acima

AS MINHAS APOSTAS SUGERIDAS PARA O CRUZEIRO X CORINTHIANS

Aposta Mais Segura: Under 2 Goals, registada a @1,781 na Pinnacle
Aposta Especial: Empate ao intervalo, registada a @1,952 na Pinnacle


OFERTA: A casa de apostas 1XBET está a OFERECER 1 magnífico BÓNUS de BOAS-VINDAS no Valor de 100€ (500 R$) para todos os seus novos clientes! Aposta nos melhores jogos com 100€ (R$500) extra na tua conta!

>>> CLICA AQUI PARA RECEBER A OFERTA DE 100€ OU 500R$ <<<

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado

Deixe o seu comentário aqui, obrigado!