Portimonense x Setúbal , Prognóstico, Analise e Apostas - Liga NOS

Portimonense x Setúbal , Prognóstico, Analise e Apostas – Liga NOS

Ganhe Dinheiro com Futebol

Portimonense x Setúbal  prognóstico, analise completa e sugestões de apostas para este jogo da 13ª Jornada da Liga NOS no Estádio Municipal de Portimão. Consulte Aqui a nossa previsão completa.

PORTIMONENSE X SETÚBAL • PROGNÓSTICO E PREVISÃO • LIGA NOS

O Portimonense, assim como o Vitória de Setúbal, são dois emblemas que, ano após ano, lutam pelo objectivo maior de se manter na Primeira Liga. A época destes emblemas, a par de muitos outros que militam no escalão maior do futebol nacional, é marcada por oscilações na tabela classificativa, por vezes para melhor, por vezes para pior. Destas duas equipas não se pode esperar uma luta acesa por uma vaga nas competições europeias, porque não têm condições financeiras e/ou experiência acumulada para se manter no topo da classificação ao longo de várias jornadas.

Assim, é fácil perceber que para algarvios e sadinos o que está em jogo é a soma de pontos. Três pontos, será excelente, um ponto será satisfatório. São equipas que, chegadas a esta fase da competição, têm conseguido somar mais pontos a jogar em casa e diante dos seus adeptos do que como visitantes, sobretudo o Portimonense, já que os sadinos até nem vão assim tão mal como visitantes.

Resumindo, o que aqui está em jogo é a soma de pontos, pelo que ambas as equipas jogarão para os conquistar.

Na época passada estas equipas defrontaram-se em três ocasiões. Uma partida foi disputada em Portimão a contar para a Taça da Liga e outra para o campeonato, a terceira partida, disputada no Bonfim. Em jogo a contar para a Taça da Liga, o Setúbal levaria a melhor sobre os algarvios, vencendo por 2×1, porém, quatro dias depois, voltariam a defrontar-se, no mesmo cenário, mas em partida para o campeonato e aí, o Portimonense goleou e humilhou os sadinos. A oportunidade para a desforra surgiu cinco meses mais tarde com um empate a uma bola, a ser o resultado desse encontro que se disputou no estádio do Bonfim.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Tudo somado, o Vitória de Setúbal tem maior ascendente, com maior número de vitórias sobre os alvinegros. Não será de estranhar porque, apesar de estarmos perante dois clubes com história, aquela que foi escrita pelo Vitória, o das margens do Sado, é mais extensa e escrita com tinta permanente. Setúbal é terra de gente ligada ao mar, curtida pelo tempo, aguerrida e trabalhadora, mas é também terra de futebol, berço de alguns nomes sonantes do desporto rei nacional. Será que alguém conhece José Mourinho? E quem se lembra de Vítor Baptista, o George Best Português?

FORMA E MOMENTUM • PORTIMONENSE X SETÚBAL • LIGA NOS

Em Portimão desponta um grupo de jogadores capazes de excitar os amantes do futebol. Mas por vezes são capazes de desiludir na mesma proporção, a sua falange de adeptos. António Folha foi o homem escolhido para suceder a Vítor Oliveira e a época começou com o pé esquerdo. Três derrotas e um empate foram o cartão de visita no arranque da época. Conseguiram endireitar-se, a jogar em casa e com o apoio dos seus adeptos, quando receberam o Vitória de Guimarães que venceram por 3×2, mas o momento mais excitante da época ocorreu duas jornadas depois da vitória sobre os vitorianos, quando receberam o Sporting, ainda treinado por José Peseiro.

Uma exibição de encher o olho do “Tsubasa de Portimão”, Shoya Nakajima, coadjuvado da melhor forma por Manafa. Este pequeno japonês tem um dom, o de jogar futebol com grande espectacularidade. Dele se pode afirmar ser possível estar numa cabine telefónica, com dez adversários e conseguir driblá-los a todos, saindo de lá com a bola colada aos pés. É um jogador excitante, a quem se projectou uma transferência para um dos grandes, no final da época passada, mas que se manteve em Portimão e agora, guarda na mala, as passagens para o Wolverhampton de NES, em janeiro.

Mas esta equipa é mais do que apenas Nakajima. É Bruno Tabata, é Lucas Possignolo, Ewerton, Paulinho e o mais sonante de todos, Jackson Martinez, um jogador que faz falta ao nosso campeonato, um homem aplaudido em pé por um Dragão lotado.

E foi no Dragão que o Portimonense jogou a última partida que disputou, num jogo a contar para o campeonato e de onde saiu, pesadamente derrotado. Mas outra coisa não seria de esperar. Folha havia afirmado, na antevisão a esta partida que ia ao Dragão jogar olhos nos olhos com o Porto. Ora bem, isto até se aceita se estivéssemos a falar do Porto que recebeu o Guimarães, não deste Porto que transpira confiança. Era certo e sabido que a jogar desta forma, o resultado seria uma goleada e foi, 4×1. Uma goleada das antigas. E permitam-me observar que o resultado passaria sempre por números semelhantes, pois o Portimonense iria prestar vassalagem ao Porto, no Dragão. Mesmo abrindo o marcador, o Portimonense nunca assustou verdadeiramente, aliás, confesso-vos que nessa partida estava do lado de um handicap asiático -2 para o Porto e nem tremi aquando do golo de Tormena. Por vezes temos de ver para além do valor desportivo, é necessário avaliar o valor económico e os acordos que estão em jogo, mediante os emblemas que vão a jogo.

Para esta partida temos Marcel, Tabata, Lucas Possignolo e Luís Henrique entregues ao departamento médico e em dúvida, Leonardo.

De Setúbal arrancará um autocarro verde e branco cheio de jogadores sonhadores e um treinador muito experiente. Lito Vidigal tem aquele jeito próprio de falar, meio esquisito, meio esgazeado, mas é um treinador de mão cheia, um estratega. Não nos podemos esquecer que foi o responsável por levar o modesto Arouca às competições europeias. As equipas de Lito são, reconhecidamente, muito organizadas nos seus processos defensivos e altamente combativas nos processos ofensivos. São equipas muito competitivas. Infelizmente, tem sido vítima do seu próprio relvado que por sobre-utilização não permite o melhor rendimento das equipas que nele jogam.

A performance dos sadinos está uns pontos acima do adversário algarvio e até mesmo a jogar na qualidade de visitante, está a um nível muito equivalente destes, a jogar como anfitrião. A prová-lo, o jogo em Alvalade, à segunda jornada em que foram derrotados por 2×1, mas em que venderam cara a derrota. Nani inaugurou o marcador e Zequinha empatou, volvidos somente dez minutos. Tudo isto aconteceu nos primeiros vinte minutos da partida e foi necessário esperar até meio da segunda parte, para ver Nani a bisar e a desfazer um empate que teria sido um excelente resultado para os Setubalenses.

A jogar como visitante, os sadinos somam quatro vitórias em cinco partidas e se uma das vitórias foi sobre o Armacenses, as restantes foram sobre o Tondela, o Penafiel e o Marítimo, o que mostra que esta equipa a jogar fora do Bonfim tem muito valor e joga para vencer.

A última partida que disputaram, a recepção ao candidato Benfica, esteve repleta de discussão sobre anti-jogo e estratégia, mas o que fica é uma vitória tangencial das águias, que sofreram em demasia para dobrar os homens de Lito Vidigal e cujo empate se mostrou sempre o desfecho mais provável face à vitória dos encarnados. O vitória quis jogar à Portimonense, no Dragão, de olhos nos olhos com o Benfica e por pouco, muito pouco, não foram bem sucedidos. Repartiram não só as oportunidades, como também, a posse de bola.

André Sousa, filho da velha glória setubalense, Hélio Sousa, está recuperado da lesão com se debateu durante algumas semanadas e treina para recuperar índices físicos e anímicos para ser opção. Quem continua lesionado é Alex Freitas.

FACTOS & SUGESTÕES • PORTIMONENSE X SETÚBAL • LIGA NOS

O Portimonense é o emblema mais necessitado a vencer e a somar os três pontos, mas se isso vai suceder, já é outra coisa. Os alvinegros necessitam somar todos os pontos que conseguirem, sobretudo, a jogar em Portimão porque nesta maratona os pontos são efectivamente caros. Por outro lado, pese embora os sadinos não tenham tanta necessidade de vencer, partem para a partida muito mais capacitados e com índices, francamente, superiores aos do adversário. O Portimonense foi pesadamente derrotado no Dragão, enquanto o Setúbal por pouco não “roubou” pontos ao Benfica. Esta é a maior diferença entre estes dois emblemas.

Do lado dos golos, espero uma partida com golos porque os confrontos directos têm sido pródigos em golos, bem como as restantes partidas para o campeonato. Também vejo aqui uma excelente oportunidade para o mercado de ambas as equipas a marcarem, porque o Portimonense marcou e sofreu golos em todas as últimas cinco partidas que disputou em Portimão, enquanto que o Setúbal, a jogar como visitante, marcou sempre pelo menos um golo nas últimas cinco partidas.

ACESSO À LISTA DE PROGNÓSTICOS COM ANALISES GRATUITAS

Subscreva a lista de Prognósticos Escritos e vai receber todo o conteúdo escrito e disponibilizado no site na sua caixa de email em primeira mão (apenas vamos enviar prognósticos com analises detalhadas e 100% Gratuitas).

Todos os Dados Serão Enviados Para o Email indicado Acima

AS MINHAS APOSTAS SUGERIDAS PARA O PORTIMONENSE X SETÚBAL

Aposta Mais Segura: Over 2,25 Goals, registada a @1,819 na Pinnacle
Aposta alternativa: Ambas as equipas marcam, registada a @1,93 na 1xBet
Aposta Especial: Vitória de Setúbal Handicap Asiático 0, registada a @2,71 na 1xBet
Aposta Especial: Empate ao intervalo, registada a @2,20 na Pinnacle


OFERTA: A casa de apostas 1XBET está a OFERECER 1 magnífico BÓNUS de BOAS-VINDAS no Valor de 100€ (500 R$) para todos os seus novos clientes! Aposta nos melhores jogos com 100€ (R$500) extra na tua conta!

>>> CLICA AQUI PARA RECEBER A OFERTA DE 100€ OU 500R$ <<<

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado