A Importância dos 6 Primeiros Jogos da Época nas Apostas Desportivas

A Importância dos 6 Primeiros Jogos da Época nas Apostas Desportivas

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Quantos de nós já se referiu a um jogo como um que vale mais de três pontos? Será que existem momentos numa época em que somar pontos pode ser mais importante?

Existe uma crença generalizada de que os três pontos conquistados numa partida de futebol, podem ser mais importantes do que outros, e um dos exemplos em que isso mais ocorre, é quando nos deparamos com partidas entre dois adversários muito próximos na tabela classificativa.

Mas porque designamos estes jogos como jogos de seis pontos? Deve-se sobretudo ao facto de uma equipa poder somar os três pontos e conseguir, desse modo, que o seu concorrente tenha uma perda potencial de três pontos.

O facto é que nenhuma vitória é mais importante do que outra, pese embora todos recorramos a este lugar comum com imensa frequência.

Ganhe Dinheiro com Futebol

E qual será a influência dos seis primeiros jogos da época na carreira de uma equipa? O desempenho das equipas nos seis primeiros jogos pode influenciar a sua classificação futura?

Que inputs podemos retirar das 6 primeiras partidas da época?

Diz-nos a experiência e o saber acumulado que seis jogos, apenas, são muito pouco para poder concluir o que quer seja e muito menos para formar uma decisão, no que respeita a apostas desportivas. Por outro lado, ao cabo destes seis jogos, em média, cada uma das equipas já terá disputado três jogos em casa e outras três, como visitante.

Os resultados destes primeiros seis jogos, bem como o rendimento ofensivo e defensivo, permitem ao apostador avaliar as novas contratações, considerar o impacto das saídas, confirmar se um novo treinador pode ser uma boa aposta, avaliar até que ponto o novo relvado pode influir na forma de jogar da equipa. Confrontar a performance das equipas com o power ranking e aferir se os mais fortes continuam mais fortes, e se os recém-promovidos se apresentam com capacidade para ficar.

Utilizar a performance dos seis primeiros jogos como suporte às apostas.

Todo o apostador deve aprender a conviver com números e estatística, pois são instrumentos inerentes a esta actividade.

Se pegarmos nas três últimas épocas da(s) nossa(s) liga(s) preferida(s) e compararmos a classificação das seis primeiras jornadas com o posicionamento classificativo do final de campeonato, talvez não encontremos um padrão claro na evolução das equipas, mas conseguimos um efeito muito interessante.

Tomemos como exemplo a Premier League, na época 2018/19, no final da sexta jornada o Liverpool liderava o campeonato e o Manchester City era o perseguidor. No final do campeonato verificou-se a inversão de papeis e o Manchester City sagrou-se campeão.

Já na época 2017/18, o Manchester City liderava o campeonato, perseguido pelos rivais do Manchester United, após seis jornadas e no final do campeonato o posicionamento classificativo das duas equipas mantinha-se o mesmo. O Manchester City acabou em primeiro e campeão, enquanto o United foi o vice-campeão.

Na época anterior, 2016/17, no final da sexta jornada, o Manchester City liderava o campeonato, perseguido pelo Tottenham, mas no final dessa edição o líder foi o Chelsea, com o Tottenham a manter o segundo lugar e o Manchester City a surgir em terceiro.

Expectativa sobre as equipas após os 6 primeiros jogos.

Pode-se esperar que as equipas que conseguem um bom rendimento nas primeiras seis jornadas do seu campeonato, venham a estar no topo da tabela classificativa lá mais à frente e a lutar pelo título.

Porém e como tudo nas apostas desportivas, não há nenhuma regra que o dite e seja cumprida escrupulosamente, com equipas a jogarem muito acima daquela que é a sua habitual expectativa e depois, de súbito, têm uma quebra e regressam ao registo habitual.

Ainda à boleia da Premier League, em 2014/15 o Aston Villa caiu do 6.º para o 17.º lugar, da sexta para a última jornada. No outro extremo temos o Crystal Palace, que em 2017/18, ascendeu da última posição ao 11º lugar.

Mantendo a Premier League como cenário do nosso artigo, apenas em três ocasiões o campeão não se encontrava entre os quatro primeiros classificados, ao fim dos primeiros seis jogos disputados. O Manchester United em 2002/03, que escalou da 10.ª posição para a liderança. O rival City, que em 2013/14 acabou vencedor do campeonato quando, à sexta jornada, se encontrava em sétimo lugar. E por fim, o Chelsea, em 2016/17, que foi de 8.º a 1.º classificado.

O mesmo também se aplica do ponto de vista inverso, ou seja, as equipas que apresentam um rendimento menor e os piores resultados ao fim de seis jornadas, também são aquelas de quem se espera muito pouco e quiçá a despromoção.

Também aqui existem excepções à regra, como podemos ver no percurso do Southampton em 2015/16, que foi de 16.º a 6.º classificado. Mas a regra, essa, diz-nos que pelo menos um dos emblemas, que ocupa uma das três últimas posições da tabela, acaba despromovido.

Qual o contributo destes dados para um apostador desportivo?

Pode ser determinante para todos aqueles que fazem apostas de longo prazo, como por exemplo quem vai vencer determinado campeonato ou quem vai ser despromovido, porque no final dos primeiros seis jogos, ainda é possível ao apostador reforçar as suas escolhas ou corrigi-las, recalculando as probabilidades de cada opção.

Por outro lado, a produção e desempenho, das equipas nos primeiros seis jogos, pode ajudar a prever o resultado de uma partida, individualmente. Se estes dados forem combinados com a distribuição de Poisson, então aí o apostador está a olhar para um determinado mercado com uma metodologia muito mais sólida.

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado

Deixe Aqui o Seu Comentário ou Opinião, Obrigado!

avatar
  Subscrever  
Notificação de