Ambas Equipas Marcam - Método de Análise para Apostas Desportivas - Guia do Apostador

Método de análise ambas as equipas marcam para apostas desportivas

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Este artigo, segue em linha com a base que justifica todos os nossos artigos: didática e cultura formativa para apostadores.

Antes de mais e para que fique bem claro, a autoria do método que abordaremos ao longo deste artigo não é minha, mas de um utilizador do fórum da Academia das Apostas a quem aproveito para felicitar! O amadurecimento nesta indústria, mostra-nos que os 97% incluem os mais diversos perfis e muitos dispõem do seu tempo para ler os artigos e simplesmente, criticar de forma depreciativa, sem sequer se preocuparem em avaliar a qualidade da proposta.

Enfim… é a sociedade que temos, pejada de frustração. Portanto, mais motivos para felicitar o colega. Muitos parabéns!

Vamos lá ao método, propriamente, porque o nosso leitor já deve estar ansioso.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Como é referido pelo próprio autor no seu post, este método assenta no princípio estatístico como ponto de partida para a análise e isto significa, que é necessário ter dados disponíveis de ambas as equipas na competição em disputa, pois doutra forma não há como iniciar a análise.

Depois, acrescentar que é a análise aos números frios que vai ditar 50% da nossa decisão de apostar em ambas as equipas marcam, ou em mantermo-nos de fora.

Aproveitar também para reforçar que o mercado de ambas as equipas marcam tem apenas duas opções, ou ambas as equipas marcam, ou ambas as equipas não marcam. Isto significa que em teoria, este mercado pode ser mais simples de analisar e pode trazer resultados mais consistentes a alguns perfis de apostador.

Para além disso, as odds oferecidas pelas casas de apostas são, maioritariamente, equivalentes e mesmo no mercado legalizado é possível obter uma boa rentabilidade, desde que se evite toda e qualquer cotação abaixo de 1,70.

O método estatístico do ambas equipas marcam:

Este método de análise coloca a sua tónica na análise matemática de cada uma das equipas, pelo que devemos considerar:

1) a percentagem de jogos em que determinada equipa marca golos;

2) a percentagem de jogos em que determinada equipa sofre golos.

Dito isto, vamos pegar no exemplo do Palmeiras vs. Fluminense, partida disputada a contar para a 16.ª jornada do campeonato brasileiro, edição 2019:

O Palmeiras enquanto anfitrião conseguiu marcar golos em todas as partidas, o que equivale a 100% de capacidade de fazer golos. Em, aproximadamente, 29% dos jogos como anfitrião sofreu pelo menos um golo.

O Fluminense, na qualidade de visitante, conseguiu apontar golos em pelo menos 87% das partidas, precisamente, a mesma percentagem de jogos em que não sofreu quaisquer golos.

Com esta apresentação, vamos tentar sistematizar os cálculos:

1) Somamos a percentagem de jogos em que o Palmeiras conseguiu marcar golos, com a percentagem de jogos em que o Fluminense sofreu golos e dividimos por dois, com o objectivo de determinar um valor médio (93,5%);

2) Faz-se o mesmo exercício do ponto um, mas invertendo a ordem, ou seja, percentagem de jogos em que o Fluminense marcou golos, somada à percentagem em que o Palmeiras sofreu golos e divide-se por dois (58%);

3) Transformamos as percentagens obtidas nos dois pontos anteriores e dividimos por 100, para determinar um valor numérico (0,935 e 0,58, respetivamente);

4) Determinamos a probabilidade do evento ambas as equipas marcam ocorrer, multiplicando os dois valores numéricos obtidos no ponto três, entre si e de seguida por 100. O que nos dá uma probabilidade de 54,23%;

5) Agora que temos a probabilidade matemática do evento ocorrer, vamos calcular a odd justa a partir da qual conseguimos perceber se existe ou não valor. Para tal dividimos o número um pelo resultado da multiplicação dos valores obtidos no ponto três (0,935 e 0,58) e que neste caso em particular nos devolveria 1,84 como odd justa.

Conclusões até aqui:

Numericamente, estatisticamente, matematicamente temos um evento com cerca de 54,23% de probabilidade de ocorrer, o que é um sinal positivo ou favorável à colocação da nossa aposta.

Temos uma odd justa de 1,84, o que significa que a nossa rentabilidade pode ir até 84% do valor investido – o que é muito bom.

Agora vamos combinar a análise numérica e que, conforme descrito pelo autor do post/método, vale 50% da nossa decisão, com a outra metade que tem que ver com os dados subjectivos e sobretudo, com a informação que se deve considerar sempre (mas mesmo sempre) antes de qualquer aposta (independentemente, do mercado).

Ausência ou regressos de jogadores importantes:

Este factor é essencial em qualquer análise. A ausência de jogadores chave influencia e muito a manobra da equipa. Imaginemos o Palmeiras sem Felipe Melo e/ou Luiz Adriano, que resultado poderíamos esperar? Ou o Fluminense sem Ganso?

O mesmo pode acontecer ao contrário. Um jogo do Flamengo que assista ao regresso de Gabigol, é um jogo onde a equipa vai estar mais confiante e por acréscimo, mais focada nas suas tarefas e mesmo que Gabigol não marque um golo, a probabilidade de a equipa vencer a partida é maior, porque os colegas sentem-se muito mais confiantes.

O melhor exemplo é o Real Madrid de Cristiano Ronaldo, ou melhor, o Real Madrid que jogava sem Cristiano, e que por isso abanava em todos os sectores, e o Real Madrid que era liderado pelo português e que transpirava confiança.

Mudanças de treinadores:

As famosas “chicotadas psicológicas” influenciam muito as equipas. Um novo treinador traz sempre algo de novo, mais que não seja a mudança de mentalidade.

Por vezes, o que pode suceder é o novo treinador querer começar a mostrar trabalho e começar logo a alterar rotinas, processos, mecanismos e isso acaba por ter efeitos (vantajosos ou não) na eficácia ofensiva e defensiva da equipa.

Análise das condições climatéricas:

Este factor tende a ser ignorado por alguns apostadores, mas cada vez mais deve ser tido em linha de conta, especialmente, numa altura em que as condições climatéricas estão a mudar.

Jogos disputados sob chuva forte, com o terreno pesado e os jogadores molhados vai ter menor probabilidade de ocorrência de golos.

Motivação das equipas:

Parece óbvio, considerar este factor!

Equipas que lutam por algo, apresentam-se a jogo com mentalidade diferente das equipas que estão condenadas as descer, ou daquelas que já nada têm a ganhar ou perder.

Mesmo que a equipa seja, teoricamente, inferior ao seu adversário, se ainda tiver um objectivo pelo qual mereça a pena lutar, devemos considerar a capacidade ofensiva dessa equipa e avaliar o poder de conseguir concretizar as oportunidades de golo.

Níveis físicos das equipas:

A acumulação de jogos e viagens longas, são motivo de sobra para incorporar este factor nas nossas análises.

Se é verdade que em equipas de primeiro plano este factor até pode ser ignorado, pelos recursos ao dispor dos jogadores, a todos os níveis, outras há que, mesmo a disputar os grandes campeonatos ou as competições principais, não tem a mesma capacidade financeira e os seus jogadores não são assim tão privilegiados, ou os planteis tão largos.

Basta comparar o Flamengo com o CSA, ou o Benfica com o Belenenses SAD.

Por outro lado, imaginemos uma equipa portuguesa ou espanhola, a ter de viajar até ao Azerbaijão para disputar um jogo de uma competição europeia. Mesmo com toda a tecnologia ao dispor, são milhares os quilómetros que os jogadores e equipa técnica tem de percorrer, com marcas evidentes no seu rendimento.

Ao fim e ao cabo, esta segunda metade do método reflecte algo que a maioria dos apostadores, com métodos e que são ou procuram a consistência já consideram, mas para os mais novos, estes devem ser os mandamentos da análise.

Mas mais importante do que um método ou uma estratégia, deve ser a nossa capacidade de avaliar as nossas opções, revendo toda e qualquer aposta perdida, de modo a corrigir as falhas ou ajustar o método.

E antes de terminar, o jogo que exemplificamos na primeira parte do método, apontava para ambas as equipas marcam, mas o resultado final ficou em 3×0. O próximo exercício é justificar o que poderá ter falhado para o jogo não ter tido um golo do Fluminense.

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro. Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas. Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte. Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário. O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo. Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas. Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo. Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda. Despeço-me com um forte abraço. Hélder M Queimado

Deixe Aqui o Seu Comentário ou Opinião, Obrigado!

avatar
  Subscrever  
Notificação de