Qual o Valor da Informação nas Apostas Desportivas Guia do Apostador

Qual o Valor da Informação nas Apostas Desportivas? Guia do Apostador

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Neste artigo, trazemos um conteúdo diferente daquele que temos vindo a publicar, todavia, não menos importante.

Vivemos a era da digitalização, da informatização, a nossa vida desenvolve-se com o apoio de equipamentos que nos permitem o acesso à world wide web. Adoptamos hábitos que os nossos pais não tinham, porque temos acesso à internet, temos mais acesso a mais dados e a mais informação (claro que nem toda de qualidade!). E é precisamente de informação que tratamos neste artigo.

Qual o valor da informação nas apostas desportivas?

Bem, a resposta a esta questão pode não ser consensual, porém, todos os apostadores com algum tempo nesta indústria, já concluíram que o valor da informação nas apostas desportivas é imenso.

Quanto mais informação o apostador possuir, melhor preparado está, para tomar uma boa decisão em relação a determinada aposta. Mais ainda, quando esta informação é assimétrica, ou seja, quando é detida por uma das partes que intervém no processo das apostas e não por todas as partes. Ou seja, quando o apostador está em posse de uma informação – chamemos preciosa – que a(s) casa(s) de aposta não têm, o apostador está em vantagem sobre a casa, podendo deste modo tirar o melhor partido do desajuste das cotações oferecidas.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Vamos tentar perceber melhor o conceito de valor da informação nas apostas desportivas.

O episódio que aqui iremos descrever corresponde a uma história verídica, com algumas diferenças para a realidade, porque o que verdadeiramente interessa é compreender o conteúdo e não conhecer o protagonista.

O Jorge é um apostador experiente que ao longo da sua jornada se especializou no tenis. Um certo dia, após analisar os torneios que decorriam pelo mundo e as partidas de cada, decidiu que nesse dia não havia valor em nenhum e como tal, não iria apostar.

Sucede que o Jorge, há muito compreendeu o valor da informação nas apostas desportivas e como tal, passou a utilizar as suas redes sociais também, para aceder a informação variada sobre o desporto no qual se especializou e sobretudo, aos seus intervenientes. O Jorge é, há muito tempo, seguidor nas redes sociais, de alguns dos maiores craques de tenis do planeta e também, de diversos jornalistas especializados no desporto.

Neste mesmo dia, o Jorge, que já havia decidido não fazer nenhuma aposta, pois nenhuma das opções oferecidas apresentava valor, ao navegar pelas redes sociais, deparou-se com uma informação de um tenista, que dava conta da chegada à cidade onde, horas mais tarde, iria disputar uma partida com um adversário. Com toda a experiência adquirida, o Jorge concluiu que este facto iria impedir o tenista de conhecer o palco do jogo e de praticar um pouco para conhecer o piso. Mais, o tenista ainda desabafou, nas suas redes sociais, que a viagem havia sido demasiado longa e que o tempo que dispunha para recuperar poderia ser curto.

Sabendo disto, o Jorge, que por acompanhar este jogador nas suas redes sociais e saber como reagiria a este tipo de situação, começou a fazer contas e concluiu que este tenista, com esta informação que vale ouro, deixou de estar ao nível do seu adversário, passando a estar numa posição de desvantagem. Para além disto, a informação que o Jorge obteve, não foi transmitida de todo ou imediatamente, à sua casa de apostas o que o deixou numa posição de vantagem, para aproveitar as cotações do outro tenista.

Qual foi o resultado? O Jorge decidiu apostar e venceu a sua aposta!

As casas de aposta reconhecem o valor da informação nas apostas desportivas?

Com certeza! E as casas de aposta têm acesso a muita informação, que traduzem em números e que são transformados em estatística, para determinar as linhas e as cotações. Porém, as casas de aposta não têm acesso às redes sociais de todos os desportistas de cujos eventos cobrem e disponibilizam apostas e é, explorando esta lacuna que o apostador obtém vantagem sobre as casas.

Quanto mais mediático o evento ou o campeonato menor é a probabilidade de o apostador deter informação privilegiada, face às casas de aposta, porém, se estivermos a falar da 4.ª divisão de futebol júnior da Islândia, certamente conseguiremos informação que nos dará vantagem.

Permitam-nos outro exemplo que demonstrará o valor da informação nas apostas desportivas. E este exemplo, é público e retrata uma figura altamente mediática.

Richard Hopkins costumava levar o seu filho a participar em corridas de kart e cedo percebeu o talento, de um outro jovem condutor. De cada vez que o observava, Richard Hopkins, confirmava a capacidade superior deste jovem piloto e tanto assim foi, que decidiu fazer uma aposta de 200 libras em como este jovem ganharia um grande prémio de F1, antes dos 23 anos de idade com uma probabilidade de 200. Apostou ainda 100 libras em como este jovem venceria um campeonato do mundo de F1 antes dos 25 anos com probabilidades de 500. Não satisfeito e porque Richard Hopkins era um conhecedor especializado em karts, combinou as duas apostas com probabilidades de 1500.

O nosso querido leitor já está a ver quem é o jovem piloto de karts? O próprio, Lewis Hamilton. As suas apostas, renderam a Richard Hopkins uma vitória de 165 mil libras. E tudo porque Richard Hopkins se foi especializando em karts e isso deu-lhe a vantagem de perceber que tinha diante de si uma estrela.

Nesta indústria para se ser bem-sucedido, não basta dominar uma técnica que se aprendeu com alguém. É preciso ter um horizonte mais alargado, é preciso querer adquirir mais e mais informação, conhecimento, pois só assim poderemos estar em vantagem sobre as casas de aposta.

É uma luta desigual e muitas vezes injusta, somente balançada pela experiência e pelo conhecimento.

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro.Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas.Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte.Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário.O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo.Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas.Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo.Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda.Despeço-me com um forte abraço.Hélder M Queimado