Técnica Para Apostar em Under ou Over 2,5 Golos - Guia do Apostador

Técnica Para Apostar em Under ou Over 2,5 Golos – Guia do Apostador

Ganhe Dinheiro com Futebol

Sejam bem-vindos, investidores desportivos!

Algo que tenho vindo a defender de forma veemente é que o apostador nunca é um produto acabado, mas sim um projecto em constante construção e melhoria contínua.

Deste modo a disponibilidade para aprender, aperfeiçoar e mudar são competências chave para obter o sucesso. Para o conseguir é preciso dispor algumas horas para pesquisar: esquadrinhar a web, para ler artigos em fóruns, blogs, ou aceder a livros com temáticas relacionadas com a nossa actividade, retirando deles o que mais importante nos parece.

Um apostador nunca se poderá considerar completo, somente experiente.

Esta introdução serve para apresentar o tema do nosso artigo e que vai ajudar os nossos leitores a calcularem de forma mais eficaz os unders ou os overs em pre-live. Tudo vai depender dos cálculos, mas também de como completamos os números com as informações subjectivas que temos ao nosso dispor.

Ganhe Dinheiro com Futebol

Este método ou técnica não é original, muito pelo contrário, é da autoria de um utilizador espanhol que se identifica como Takuki e baseia-se grandemente na história e em cálculos matemáticos para determinar se o nosso jogo ficará acima ou abaixo da linha 2.5 golos.

Este método pode ser utilizado em qualquer competição e a minha sugestão é que seja utilizado em competições longas, com bastantes dados para comparar, pois aproxima o resultado final do cálculo da realidade estatística da partida e consequentemente, aproxima o apostador do sucesso na aposta colocada.

Vamos à prática e os dados que temos de considerar são:

  1. Golos marcados em casa pela equipa anfitriã;
  2.  Golos marcados pela equipa que joga fora, como visitante;
  3. Golos sofridos pela equipa anfitriã nos jogos em casa;
  4. Golos sofridos pela equipa que joga fora nos jogos como visitante;
  5. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa anfitriã;
  6. Jogos com menos de 3 golos da equipa que joga fora, como visitante;
  7. Jogos com mais de 3 golos da equipa anfitriã, em casa;
  8.  Jogos com mais de 3 golos da equipa visitante, a jogar fora de casa;
  9. Golos totais marcados pela equipa que joga em casa na competição e época a cálculo;
  10.  Golos totais marcados pela equipa que joga fora no mesmo período do ponto anterior;
  11. Golos totais sofridos pela equipa que joga em casa no período de tempo ou época que estamos a avaliar;
  12. Golos totais sofridos pela equipa que joga fora no mesmo período dos pontos anteriores;
  13. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa anfitriã no intervalo de tempo que estamos a estudar;
  14. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa visitante no mesmo período do ponto acima;
  15. Jogos que tiveram mais de 3 golos da equipa anfitriã;
  16. Jogos que tiveram mais de 3 golos da equipa visitante.

Escrito deste modo parece confuso e é, todavia, o Takuki encarregou-se de criar um ficheiro Excel com todas as fórmulas e que pode ser descarregado por aqui (CLIQUE AQUI PARA BAIXAR)

Depois de inseridos os resultados dos factores acima, a folha devolve-nos um de três resultados:

Over: o que significa que tudo comparado, é provável que o encontro em causa possa ter mais de 2,5 golos;

Under: significa exactamente o oposto do que acima afirmamos;

No Bet: significa que não há uma tendência fortemente definida, mesmo com todos os dados utilizados para alimentar a folha de cálculo.

Se já descarregou o ficheiro, vai verificar que as células estão preenchidas com o exemplo que abaixo iremos concretizar.

A última jornada do campeonato nacional português, trouxe ao Estádio da Luz, o Santa Clara e este é o jogo que vamos utilizar para exemplificar o preenchimento do ficheiro.

Ponto por ponto:

  1. Golos marcados em casa pela equipa anfitriã = 63 golos (célula B2);
  2. Golos marcados pela equipa que joga fora, como visitante = 19 golos (célula B3);
  3. Golos sofridos pela equipa anfitriã nos jogos em casa = 17 golos (célula C2);
  4. Golos sofridos pela equipa que joga fora nos jogos como visitante = 19 golos (célula C3);
  5. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa anfitriã, em casa = 4 jogos (célula D2);
  6. Jogos com menos de 3 golos da equipa que joga fora, como visitante = 10 jogos (célula D3);
  7. Jogos com mais de 3 golos da equipa anfitriã, em casa = 13 jogos (célula E2);
  8. Jogos com mais de 3 golos da equipa visitante, a jogar fora de casa = 7 Jogos (célula E3); Nas células F2 e F3 vamos introduzir a quantidade total de jogos disputados na competição pela equipa anfitriã, em casa e pela equipa visitante, fora, respectivamente – neste caso 17 jogos em ambas as células.
  9. Golos totais marcados pela equipa que joga em casa na competição e época a cálculo = 103 golos (célula G2);
  10. Golos totais marcados pela equipa que joga fora no mesmo período do ponto anterior = 43 golos (célula G3);
  11. Golos totais sofridos pela equipa que joga em casa no período de tempo ou época que estamos a avaliar = 31 golos (célula H2);
  12. Golos totais sofridos pela equipa que joga fora no mesmo período dos pontos anteriores = 45 golos (célula H3);
  13. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa anfitriã no intervalo de tempo que estamos a estudar = 11 jogos (célula I2);
  14. Jogos que tiveram menos de 3 golos da equipa visitante no mesmo período do ponto acima = 18 jogos (célula I3);
  15. Jogos que tiveram mais de 3 golos da equipa anfitriã = 23 jogos (célula J2);
  16. Jogos que tiveram mais de 3 golos da equipa visitante = 16 jogos (célula J3).
    Nas células K2 e K3 vamos introduzir a quantidade total de jogos disputados na competição pela equipa anfitriã e pela equipa visitante, respectivamente – neste caso 38 jogos em ambas as células.

Como se pode ver, o resultado devolvido pelo ficheiro foi “Over” para apostar em Over 2,5 Goals. Importa relembrar que esta partida terminou com a vitória do Benfica por 4-1, portanto, um resultado vencedor.

Chegado a este ponto parece-me importante fazer uma ressalva: a folha de Excel não é mandatória e o Takuki não é o senhor da verdade, portanto, não pense que isto agora é pegar na folha e desatar a apostar.

Lembre-se de apostar sempre com responsabilidade e mais importante do que uma folha que nos dá Over ou Under é a justificação da nossa aposta, o porquê de investirmos numa determinada tendência.

Para alimentar a folha é necessário utilizar dados estatísticos fiáveis e que nos devolvam os períodos de tempo que necessitamos para estabelecer as comparações. As minhas sugestões são, precisamente, os sites que utilizo para a minhas próprias análises:

Soccerway (https://pt.soccerway.com);
Flash Score (https://www.flashscore.pt);
SoccerSTATS (https://www.soccerstats.com).

Estes três websites são muito completos, gratuitos e permitem a qualquer apostador fazer uma boa análise estatística da partida. Depois, importa completar a análise numérica com as informações sobre o alinhamento de cada equipa e/ou outros dados que o apostador considere relevantes para a justificação da sua aposta.

Espero que este artigo sirva para ajudar o nosso leitor a melhorar a sua capacidade de analisar os jogos e acima de tudo, que traga muito sucesso!

Um bem haja!

Ganhe Dinheiro com Futebol
Sobre o Autor

Helder Queimado

O meu nome é Hélder Queimado e comecei no mundo das apostas como muitos. Um amigo comentou uma aposta feita na antiga Betandwin e aguçou a minha curiosidade. À curiosidade juntou-se o bónus de boas-vindas e isso foi o que bastou para me registar, depositar e começar a apostar, certo de que tinha encontrado uma galinha de ovos de ouro. Naquela altura a ignorância era enorme e a técnica para colocar apostas era o "achismo". Nenhuma gestão de banca, nenhum controlo de stakes, nenhum estudo preliminar, apenas meia-bola e força. Fácil compreender que a primeira banca foi entregue à casa de apostas. Mais tarde e muito por força da atenção mediática dada aos apostadores profissionais portugueses, decidi abrir conta na Betfair e fui atrás de conhecimentos, técnicas, compreender como estes conseguiam viver exclusivamente de apostas e alguns até, ser milionários. Nesta altura já conhecia os termos, mas não os dominava. Ouvia falar de consistência e achava que era ganhar todos os dias. O que lucrava num dia acabava por perder no dia seguinte. Cheguei à conclusão que precisava de melhorar, aprender, aperfeiçoar. Ao longo deste período fui apanhado pelo processo de legalização e acabei por guardar este projecto numa caixa e escondê-la no fundo do armário. O lançamento do Placard trouxe de novo "o bichinho" e lancei-me na procura de conhecimento, na experimentação e sobretudo, na especialização. Facto que nenhuma das casas legalizadas em Portugal me poderia oferecer os preços que eu necessitava para crescer, evoluir e acima de tudo, procurar o Longo Prazo. Confesso que o último semestre de 2017 e o primeiro de 2018 revolucionaram a minha percepção sobre a indústria e transformaram, completamente o meu paradigma permitindo-me projectar com clareza aqueles que são os meus objectivos e o caminho que devo seguir para concretizar os meus sonhos nas apostas. Actualmente, considero-me especialista no mercado de golos e procuro trabalhar de forma profissional com casas de apostas profissionais. Procuro publicar regularmente as minhas análises que ultrapassam a simples sugestão de aposta porque, considero muito importante um apostador ter a capacidade de redigir os factos apurados e justificar a sua aposta, de maneira a que muitos o compreendam e não apenas o próprio. Tal, permite-me confirmar o meu prognóstico ou, em alguns casos revê-lo e alterá-lo. Não vivo exclusivamente de apostas porque ainda não realizei todos os passos que necessito, mas, não tarda. Despeço-me com um forte abraço. Hélder M Queimado

3
Deixe Aqui o Seu Comentário ou Opinião, Obrigado!

avatar
3 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
3 Autores de comentários
Duarte PintoHelder QueimadoFilipe Santos Autores recentes de comentários
  Subscrever  
o mais recente o mais antigo o mais votado
Notificação de
Duarte Pinto
Visitante
Duarte Pinto

Cada vez mais as odds tendem a estar ajustadas, dificultando muito o trabalho a punter naquilo que é encontrar valor.

A estatística está quase sempre muito bem reflectida nas odds colocadas pelas casas de apostas. É na análise qualitativa que muitas das vezes se pode encontrar o valor.

Filipe Santos
Visitante
Filipe Santos

Obrigado pela partilha! Esta é forma como são determinadas as odds no pré live, o que significa que nos encontramos em pé de igualdade com as bookies. Caso existam erros de precificação, podemos tirar partido disso!
O cálculo em função do período acaba por trazer mais “suposta fiabilidade”, porque existem paragens nas competições, o cansaço vai acumulando, etc.

Um abraço